Soja, Milho e Trigo voltam a ceder forte em Chicago

Nesta quarta-feira (25), o mercado futuro norte-americano da soja opera no vermelho. As cotações cediam entre 16,5 e 11,75 pontos nos principais contratos, levando o julho a US$ 16,71 e o agosto a US$ 16,13 por bushel. Os preços seguem apresentando bastante volatilidade e vêm testando os dois lados da tabela nesta semana, de olho nos fundamentos e nos fatores paralelos que ainda seguem influenciando seu caminhar.

O contrato de milho para julho/22 cai 14,00 pontos enquanto o bushel de trigo cai mais de 30 pontos.


De um lado, os traders seguem atentos ao clima no Corn Belt, o desenrolar da nova safra americana e os estoques apertados de soja que se apresentam nos EUA e no mundo. De outro, atenção aos lockdowns na China e ao aumento do número de casos em Pequim, bem como à continuidade da guerra entre Rússia e Ucrânia.


Ainda nesta quarta, o mercado acompanha também a baixa entre os derivados de soja, com farelo e óleo recuando em Chicago, o que também ajuda a pressionar as cotações do grão. Além dos subprodutos da oleaginosa, as perdas agressivas do trigo e o milho também em baixa contribuem para o recuo.


Os contratos futuros de milho negociados nos Estados Unidos caíram 1,8% para a mínima de seis semanas na terça-feira (24), pressionados por um relatório do governo americano de que os agricultores do país fizeram um bom progresso no plantio durante a semana passada, disseram traders.


“Isso provavelmente aliviará as preocupações anteriores de que os atrasos no plantio podem levar a déficits de rendimento ou até mesmo a uma mudança de última hora para a soja”, disse o Commerzbank. [...]


Com informações de: Notícias Agrícolas e Reuters

0 visualização0 comentário