Mato Grosso: custo de produção da soja sobe 60% puxado por macronutrientes e sementes

O custeio ponderado da soja GMO para a safra 22/23 em Mato Grosso apresentou um aumento de 60,20% em feveireiro com relação ao custeio consolidado da safra 21/22, estimado em R$ 4.704,36/ha. Os principais itens que sustentaram essa valorização foram os preços dos macronutrientes e sementes, que apontaram alta de 110,42% e 68,96%, respectivamente, no mesmo comparativo.


Em ambos os casos, a escassez do produto impulsionou os preços no período e, principalmente, o encarecimento dos macronutrientes. Assim, a despesa com os macronutrientes ficou estimada em R$ 2.165,20/ha em fevereiro, alta mensal de 1,50%, que também é justificada pelas incertezas geradas antes do início do conflito entre a Rússia e a Ucrânia.


"Por fim, os altos custos para a temporada 22/23 tem impactado no ritmo da comercialização dos insumos que está 7,05 p.p. atrasado em relação ao mesmo período de 2021", apontou o Imea.


Fonte: Agrolink

0 visualização0 comentário