Expodireto Cotrijal começa com expectativa de bons resultados

A 22ª Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, no Rio Grande do Sul, começou nesta segunda-feira (07) com uma programação diversificada e cerca de 500 expositores voltados para as áreas de máquinas e equipamentos agrícolas, produção vegetal, produção animal, agricultura familiar, meio ambiente, pesquisa e serviços voltados ao campo.

Programação


A feira, que vai até sexta-feira (11), marca o reencontro dos produtores com as principais empresas e entidades do setor. O público tem a possibilidade de visitar o evento tanto de forma presencial quanto virtual.


Ano passado, pela primeira vez, a Expodireto não foi realizada em função do covid-19. Este ano, o evento retorna com o objetivo de levar ao produtor rural conhecimento, informação e tecnologia, além de promover oportunidades de negócio e debates ligados ao setor.


A novidade deste ano será a Expodireto Digital, plataforma na qual o público poderá acompanhar todos as atividades ao vivo pela internet, realizar um passeio virtual pelo Parque de Exposições. Destaque para a Arena Agrodigital, área com mais de 1,7 mil metros quadrados com foco em soluções inovadoras para o campo. O local terá 34 espaços, com 26 expositores, seis startups e dois hubs, além do espaço institucional da Cotrijal.


Em 2020, a feira recebeu 256 mil visitantes e registrou R$ 2,6 bilhões em comercialização, valor 10% superior aos R$ 2,4 bilhões obtidos em 2019.


Expectativa


O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, projeta mais uma grande edição da Expodireto.


“Temos uma boa expectativa para esta edição, com produtores capitalizados. O público que visitar a Expodireto vai encontrar inúmeras novidades que, em breve, estarão no campo impulsionando o agronegócio brasileiro”, comenta Manica.


A estiagem que atinge o setor e a preocupação quanto à possível falta de fertilizantes em razão da guerra entre Rússia e Ucrânia não foram esquecidas pelo presidente. A expectativa é de que o governo federal apresente medidas para mitigar os problemas enfrentados pelos produtores.


Agricultura familiar


A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) está apoiando a feira através do Pavilhão da Agricultura Familiar, que neste ano vai contar com 197 expositores distribuídos em 191 estandes, oferecendo o melhor da produção dos agricultores familiares gaúchos.


“Acredito muito que mais uma vez a Expodireto Cotrijal irá surpreender o público com o que há de melhor e mais moderno em máquinas e implementos agrícolas. Além de contar com a forte presença da agricultura familiar, tão rica no nosso estado”, destaca a secretária Silvana Covatti.


Dos 197 expositores presentes, 70,6% são de agroindústrias e 29,4% de artesanato, plantas e flores. Dentre as agroindústrias haverá opções de produtos de origem vegetal, de origem animal e bebidas. Ao todo, 122 municípios participam da feira, com maior concentração das regiões de Passo Fundo, Ijuí e Soledade. Todos os expositores são agricultores familiares e as agroindústrias fazem parte do Programa Estadual de Agroindústria Familiar (PEAF).


Entre os produtos à disposição dos visitantes estão os queijos, salames, panificados, geleias, melado, rapadura, sucos e outras bebidas.


“O público encontrará nesses locais o melhor da nossa agricultura familiar, que é uma das riquezas do nosso estado. É um momento muito importante, a oportunidade para as famílias rurais mostrarem para o público o seu trabalho. É onde eles têm esse momento de encontro entre o campo e a cidade, o rural e o urbano”, afirma a secretária.


O Pavilhão é organizado em parceria entre Cotrijal, Seapdr, Emater/RS-Ascar, Fetag e Fetraf/RS.


Normas sanitárias


O público da feira deverá respeitar os protocolos obrigatórios e recomendados pela Secretaria Estadual de Saúde. Todos os visitantes deverão usar máscara de proteção facial. A Comissão Organizadora disponibilizará álcool gel aos visitantes.


Horários


O Parque de Exposições funciona das 8h às 18h. Os visitantes terão acesso gratuito nas duas entradas do parque.


Há dois estacionamentos, com capacidade de 10 mil vagas, que terão cobrança de R$ 35,00 para carros e motos. Ao adquirir o passe livre, o visitante pagará R$ 150,00 para entrada durante toda semana. O pagamento pode ser feito em dinheiro ou Pix. Ônibus e vans não terão cobrança para acessarem a feira.


Fonte: Canal Rural

0 visualização0 comentário