Diesel e fertilizantes da Rússia: Estratégias Brasileiras

A garantia da oferta de fertilizantes para a próxima safra brasileira foi um dos assuntos mais discutidos dos últimos meses e se intensificou com o início da guerra entre Rússia e Ucrânia, uma vez que o Brasil tem nas matérias-primas russas uma de suas principais fontes de abastecimento. Assim, as estratégias definidas não só pelo setor, mas também pelo governo federal para garantir este abastecimento são determinantes para que as novas temporadas corram bem e adequadamente, apesar dos mais elevados custos de produção em décadas. […]


"Sabemos da importância do governo Bolsonaro para trazer os fertilizantes para o Brasil (...) Imagine se não tivessemos os fertilizantes chegando ao Brasil para esta próxima safra. Então, esta foi uma iniciativa por alguns incompreendida, mas os fatos estão aí, incontestáveis", disse Olivi.


Sobre a autossuficiência do Brasil em fertilizantes, Rocha é taxativo. "Não. O foco do plano (Plano Nacional de Fertilizantes) é diminuirmos a dependência externa o mais rápido possível. O plano prevê uma estratégia que, assim como todas as estratégias do governo atual, tem o foco em 2050. São estratégias de estado. Temos, dentro do plano, iniciativas de caráter imediato", detalha o almirante.


DIESEL DA RÚSSIA


Sobre a vinda de óleo diesel da Rússia para o Brasil, o almirante Rocha falou ainda da importância de uma medida como esta para mais uma força na contenção dos preços dos combustíveis. Ele destacou ainda a vinda não só de diesel russo, mas de outras origens que também podem ser competitivas alternativas para o mercado brasileiro.


O almirante destacou o peso das sanções da Europa e dos Estados Unidos sobre a Rússia para um agravamento da crise, inclusive de distribuição de alimentos, que se instalou no globo desde a chegada da pandemia e agravada com a guerra entre russos e ucranianos e afirmou que o Brasil terá papel fundamental para garantir que soluções comecem a ser implementadas. […]


Fonte: Notícias Agrícolas

0 visualização0 comentário